marketing em odontologia

→ Vale a pena fazer um marketing em odontologia com ética?


→ Vale a pena fazer um marketing em odontologia com ética?
5 (100%) 84 votes

Com o  mercado odontológico cada vez mais competitivo e saturado, os dentistas estão cada vez mais aderindo marketing em odontologia. De uma forma ou de outra, todo dentista realiza algum tipo de marketing odontológico em seu consultório.

De fato, aqueles dentistas que não começarem a perceber que o marketing em odontologia será fundamental para o sucesso, fatalmente terão dois destinos: lucros pífios ou falência do consultório.

Do outro lado, os dentistas que tentam fazer um marketing em odontologia com mais frequência e vigor pecam em diversos aspectos que discutiremos em outros artigos. Um dos pecados é na realização de propagandas odontológicas que ferem o código de ética odontológica (CEO) .

Um número cada vez maior de dentistas questionam o engessamento que o código de ética odontológica 9 traz à profissão. De certa forma, há uma veracidade nisso. O dentista tem diversas limitações no que diz respeito à divulgação dos seu serviços, inclusive a partir de propagandas odontológicas.

Do outro lado, as limitações de marketing em odontologia que CEO coloca devem ser respeitadas. Inclusive concordo a boa parte destas limitações, por motivos que explicarei adiante.

Hoje, o que encontramos tanto nas propagandas odontológicas offline quanto online é um caminhão de infrações éticas, que colocam todos os dentistas no mesmo saco, se é assim que se pode dizer.

A justificativa de que CEO atrapalha a captação de pacientes para o consultório também não procede. Quer dizer, há uma influência no marketing odontológico do consultório? Sim. Mas não é isso que fará com que você não possa realizar outras ações de marketing em odontologia que não tragam excelentes resultados.

Por exemplo, uma infração ética que é MUITO encontrada nas fachadas dos consultórios, principalmente naqueles que atendem aos públicos C e D é a divulgação de formas de pagamento (cartão, dinheiro, cheque).

Outra bem mais comum encontrada inclusive nas redes sociais é a divulgação das famosas fotos antes e depois do tratamento odontológico.

A impressão que me dá é que as redes sociais se tornaram uma espécie de “panfletão online”, no qual apenas há a divulgação de fotos e mais fotos, sem sequer mostrar se há indicação, dando a entender que aquele tratamento é para todos. E é aí onde o CEO se respalda, sem falar de outro argumento.

Os CROs estão cada vez mais atuantes e sendo cobrados pelos dentistas que atuam de forma ética e zelam pelo respeito profissional. Diante disso, há um aumento da fiscalização da prática odontológica, tanto na ambiente offline online

E por falar do ambiente online, no qual encontram-se as principais redes sociais (instagram e facebook) e os buscadores da internet (google), hoje basta um print na tela do celular para se comprovar a infração ética e denunciá-la junto aos conselhos. Ou seja, aquele camarada que não dançar conforme a música vai tomar um belo de um processo ético.

Há falhas no CEO? Sim. Por exemplo, não vejo porque não poder divulgar que um determinado consultório aceitar VISA ou MASTER. Do outro lado, não vejo que colocar isso ou não vai me fazer ter uma recepção lotada. Afinal de contas, quantos locais você conhece que NÃO aceita cartão de crédito?

Assim como há falhas, também há ACERTOS. A divulgação das fotos antes e depois, sob a ótica jurídica, se configura obrigação de resultado, algo que é impossível quando se trata de humanos. Logo, fique esperto. Divulgar algo que pode não ser alcançado pode te prejudicar bastante no futuro, inclusive com um processo ético.

Acredite: não são as limitações do CEO que vão impedir os dentistas de captarem pacientes para seu consultório através do marketing odontológico. Na maioria dos casos, ela impede que nossa profissão se torne um mercado de fotos e uma guerra declarada e legalizada de preços, o que nos limitaria apenas isso.

Uma comparação muito comum que os dentistas fazem é a com a medicina. Você até encontra infrações éticas, mas numa proporção muito menor, porque há um entendimento que nem sempre é possível alcançar aquele resultado, isso sem falar que eles possuem um código de ética bem mais severo que o nosso.

Comece a realizar um marketing em odontologia de forma ética:

  • Conheça o que é permitido no marketing odontológico pelo CEO;
  • Esteja presente nas redes sociais mostrando os BENEFÍCIOS do tratamento e não as CARACTERÍSTICAS. As fotos antes e depois do tratamento irão te trazer processos éticos e não pacientes;
  • Se não é possível realizar determinadas ações, como por exemplo divulgar que aceita cartão, dentro do consultório é. Use isso a seu favor e não mercantilize a profissão;
  • Não é porque seu concorrente é antiético que você vai ser também. Um erro não justifica o outro;
  • Se tiver em dúvida sobre uma determinada ação de marketing em odontologia, entre em contato com o CRO do seu estado por email e confirme se sua propaganda odontológica está dentro das normas do CEO.  

Leia mais:


Gostou da postagem?  Que bom! =)

Compartilhe com seus colegas de profissão. Acredite, se todos soubessem lidar com o mercado odontológico, estaríamos numa situação bem melhor. Então faça a sua parte!

Caso haja alguma dúvida, não hesite em perguntar abaixo! Mande sua dúvida que farei de tudo para te ajudar!

Grande abraço e até a próxima postagem!

Wilson Correia Jr.


Recomendados Para Você:

Leave comment

Se você é IMPLANTODONTISTA, temos algo para você!  Clique AQUI e saiba MAIS
close
open