→ Por que a padronização do atendimento colocará seu consultório no topo

→ Por que a padronização do atendimento colocará seu consultório no topo


→ Por que a padronização do atendimento colocará seu consultório no topo
5 (100%) 142 votes

A Padronização no atendimento odontológico é algo que agrega MUITO valor ao consultório, e infelizmente não é muito utilizada pela maioria dos dentistas. Ela tem por objetivo alinhar os participantes no processo de atendimento, o que inclui você, dentista!

Acredite, o dentista muitas vezes foge desta padronização no atendimento odontológico.

Vamos fazer uma exemplificação com um atendimento de um restaurante, apenas para melhor entendimento. Maria foi a um restaurante. Quando chegou lá, tinha garçom que tinha farda e outros que não tinham. Ou seja, ela não sabia quem trabalhava lá.

Além disso, a farda tem uma cor diferente das cores da logo do restaurante, caracterizando clássica falta de padronização.

Para completar, o gerente tem a mesma farda do garçom, então se você quiser fazer alguma reclamação, por exemplo, vai ficar sem saber com quem falar e não vai saber na realidade se ele é o gerente ou não.

No fim, você pede a conta, chega um garçom para receber o pagamento sem farda, criando uma situação que já vimos: alguém se passou pelo garçom e levou o dinheiro, já que alguns tinham fardas e outros não.

Trazendo para nossa realidade, colocarei abaixo porque, com a padronização  do seu atendimento odontológico, o dentista só tenderá a ganhar:

Um consultório odontológico padronizado tem mais organização sob a ótica do cliente

Quanto mais organizado e preparado o consultório está para orientar e ajudar o cliente, maior é o valor agregado ao seu serviço odontológico, o que reflete diretamente no valor que pode ser cobrado.

A identificação dos colaboradores é fundamental para a orientação do cliente e padronização do consultório odontológico

Lembram do exemplo do garçom acima? Funciona da mesma maneira. Na maioria dos consultórios odontológicos, encontramos uma secretária e uma ASB

Não será difícil para o cliente identificar que as duas trabalham no consultório odontológico, mas será complicado saber qual a função de cada uma.

Logo, é importante que todos os colaboradores tenham uma farda com as cores do consultório odontológico e estejam devidamente identificadas com seus respectivos nomes.

Todos no consultório têm que falar a mesma língua, inclusive o dentista

Com certeza você já passou por isso em algum momento da sua vida. Estava com um problema com um determinado produto ou serviço e, cada vez que ia procurar a resolução do problema, escutava algo diferente.

Tal situação passa uma imagem de desorganização para o cliente, o que diminui o valor da empresa.

A mesma coisa acontece no seu consultório odontolõgico. Por exemplo, a informação dos valores dos procedimentos não pode ser dita por nenhum dos colaboradores, com exceção do valor da consulta.

Outra questão é a resolução de problemas. Sempre tenham o mesmo discurso, para não gerar conflito nas informações e pior, sair como mentiroso.

Na padronização do consultório, cada um tem sua função claramente definida

Deixe clara a função de cada colaborador, e a sua também. Há coisas que  só se resolvem ou andam mais rápido com a intervenção do dono do negócio, no caso, você.

Para não restar dúvidas quanto as funções de cada um, coloque-as em um quadro ou em um papel ofício e entregue a cada um dos seus colaboradores ou mande por email.

A ideia aqui é saber de quem cobrar quando algo der errado ou saber quem gratificar quando algo der muito certo. Mas, se quiser esperar mais alguns dias, colocarei aqui uma ferramenta de gestão que ajudará bastante nisso na próxima postagem!.

A padronização também inclui os dentistas gestores do consultório odontológico

Um erro bastante comum é a falta de padronização dos gestores, principalmente quando há referenciamento interno das especialidades odontológicas.

Por exemplo, um dos dentistas não faz tratamento endodôntico e encaminha para o sócio dentista. Entenda aqui que não falo do jeito da pessoa.

Um pode ser mais comunicativo que o outro, por exemplo. Aqui refiro-me ao atendimento odontológico inicial, o primeiro contato com o cliente. Por exemplo, apertar a mão dele, chamá-lo pelo nome, direcioná-lo à cadeira, etc.

É importante também discutir o tratamento clínico entre eles, para evitar ter diferentes planos de tratamento, o que pode deixar o cliente confuso e desconfiado.

 

Leia mais:


Gostou da postagem?  Que bom! =)

Compartilhe com seus colegas de profissão. Acredite, se todos soubessem lidar com o mercado odontológico, estaríamos numa situação bem melhor. Então faça a sua parte!

Caso haja alguma dúvida, não hesite em perguntar abaixo! Mande sua dúvida que farei de tudo para te ajudar!

Grande abraço e até a próxima postagem!

Wilson Correia Jr.


Recomendados Para Você:

Leave comment

Deseja Montar Um Consultório Lucrativo?  Clique AQUI e saiba MAIS
close
open